domingo, 8 de março de 2009

Neblina Irlandesa

Olho por todos os lados,
só vejo brilhos de estrelas ao meu lado.
Insegura de dividir o passo.
Espero, aguento, sobrevivo,
carrego meus fardos.
Alguns não parecem simulados.
Ouço gritos,
que reclamam a mim,
um significado.
Não darei mais ouvidos a esses chamados.
Já torturaram-me um bocado.

Nenhum comentário: